11/06/2010

Lei da ficha limpa

Acabo de ver na TV sobre a Lei da Ficha Limpa. É legal ver agora o Estado melhora o tratamento ao povo, impedindo que qualquer um nos represente e crie leis.
Lendo e pesquisando uma serie de coisas, percebi que, na verdade nao vivemos num Estado Democratico de Direito. Ou pelo menos nao era assim no seu inicio, em que deveria ser. Digo isso porque outro dia refletia sobre a questao dos presidios e da "ressocializaçao" do preso condenado. Nosso país aplica uma teoria que é mais ou menos assim: quem comete um crime é condenado, se for o caso preso, e a prisão nao seria um castigo, onde o recluso deve refletir sobre seus atos, mas sim um lugar onde poderá aprender sobre convivencia, sendo a pena o tempo que lhe ternará apto. Sim, essa teoria é, ca entre nós, conversa pra boi dormir, mas é a teoria que rege nosso país hoje.
Entretanto, há um problema meio óbivo, que é o fato de os bandidos, pessoas que vivem de crime, saberem que ser preso ja nao lhe causará grandes problemas, é como perder o onibus, um contratempo que nao preocupa. Decorrente disso, temos a escola brasileira de criminosos, que, em termos de organização, deixa muita mafia estrangeira no chinelo. Dessa escola, saem mais e mais criminosos que, uma vez capturados, superlotam os presidios.
Nesse instante voce ja deve estar enjoado de ler isso e se pergunta: e a tal historia da democracia? Simples. Antes de chegar onde quero, explico aos mais leigos o que é Estado Democratico de Direito. No tempo dos impérios absolutos, os reis governavam e decidiam tudo conforme quisessem, sem limites. Com as revoluções, criou-se a ideia de um reino(Estado) que tivesse leis pre-definidas. Isso se chama Estado de Direito. O problema é que essas leis pre-definidas poderiam ser a lei de qualquer um, inclusive do rei. Entao evoluiu-se para a a ideia de que as leis deveriam ser da vontade do povo. Dai o nosso nome Estado DEMOCRATICO de Direito. Muito bem.
Voltando ao assunto dos criminosos e suas cadeias de carater educativo superlotadas. Nosso país tem uma lei que, fosse cumprida estritamente, talvez ate funcionasse. Mas certas exigencias legais demandam muito, mas muito dinheiro, que nao podem ser usados so pra isso. Qual a solução encontrada? Afrouxar penas, descriminalizar. É simples, quanto menos crimes previstos, menos gente sendo condenada, pega em flagrante, etc. Ate aqui, ok. Façamos uma mudança de foco.
Nossa administração publica coloca pessoas do povo para trabalhar mediante concurso publico, o que evita influencias politicas, ou de qualquer natureza, para a contratação de pessoal. Mas há uma restrição. Não ha possibilidade de alguem com condenaçao penal assumir vaga na administraçao publica. Ah mas claro. Nao vai bota um assassino trabalhando na mesma repartição que um pai de familia. Exato, mas uma pessoa que agrida outra para defender a si ou qualquer outra, entendendo a justiça que tenha sido exagerada, essa pessoa é condenada. Isso mesmo. Se um pai de familia for assistir um jogo no estadio e "fechar o pau" na volta, ele pode ate ser condenado por crime de rixa. Assim vejamos, quem ja foi "bandido" nao pode trabalhar para o Estado. Aqui OK.
Uma nova lei de drogas preve que fumar maconha nao é crime punivel com prisão. Portanto, voce que esta lendo e gosta de ser tido e havido como maconheiro, fique tranquilo, no maximo voce presta serviços a comunidade.
Lidas as informações, chegamos a seguinte conclusão: Nós, o povo brasileiro, admitimos que se arrumem meios de libertar pessoas condenadas e coloca-las em liberade, que nem a gente. Isso mesmo, eu e voce que esta lendo, achamos que nao tem problema um chefe de quadrilha poder andar na rua do meu bairro que nem nós, pois ele cumpriu parte da pena. Pensamos isso e criamos leis para isso. Mas nós dois concordamos que esse mesmo chefe de quadrilha nao pode trabalhar para o Estado. De jeito nenhum, na minha rua ok, mas no serviço publico jamais.
E ai? Será que nós achamos isso mesmo. O povo brasileiro "emana" essas coisas? Ou vivemos no Estado Estatal de Direito? Estado Administrativo de Direito?
algo assim, ou pelo menos quando deveria ter começado como estado democratio, começou sem nossa escolha.
Na verdade, é em nosso voto que voce e eu assinamos procurações para que politicos ajam em nosso nome. Esse ano temos mais uma procuração pra fazer. Pense bem nisso.

10/06/2010

10 anos de Campo Grande

Andei meio ocupado, mas queria muito fazer referencia a essa data.
Desde Maio de 2000 moro em Campo Grande/MS. É sempre bom citar a cidade porque muita gente nao sabe, mas eu ja tinha morado no MS antes disso, em Chapadão do Sul. Mas isso ja é outra historia.
O que venho fazendo desde a chegada aqui?
Vejamos, ja morei em 2 bairros, estudei em 2 colegios, 1 faculdade, tive 1 estagio, e uma serie de outras coisas.
Penso que minha estada aqui desde entao tem sido muito boa, e nao sei ate quando vou continuar, entao acho que é justo comemorar 10 anos de estadia.
Se sair, nao sei nem onde irei, talvez um retorno a Pelotas, talvez outro estado, ou ate pra fora do país, nao sei ainda, nem me preocupo com isso hoje em dia.
Por um lado é ruim que nao terá copa aqui, mas por outro lado se gastaria muita grana num estadio que lota a cada 2 anos, dependendo de quem vier enfrentar times daqui pela Copa do Brasil.
Mas espero que aqui continue sendo a boa e tranquila cidade que eu moro a 10 anos.